Objetivos, metas, viagens, bens materiais. É tão importante assim seguir o que dizem?

09
jan

Sabe, eu converso muito com algumas amigas sobre isso: Para que estamos neste mundo? Qual a finalidade? Para que vivemos, trabalhamos, ganhamos dinheiro e compramos coisas? Uns vão me responder: “Para viajar o mundo!” outros “Para comprar a casa própria” há ainda aqueles que dirão “Para dar aos meus filhos o que eu não pude ter.”. As respostas são variadas, e sabem porquê? Simplesmente porque a realidade e as vontade são diferentes. SIMPLES. Não existe certo e errado quando o assunto é SONHO.

Eu sou uma pessoa completamente caseira, mas caseira num nível que posso passar cinco dias tranquilamente sem sair. Se eu puder fazer TUDO dentro de casa eu faço: compro mil e uma coisas pela internet e saio em extrema necessidade. Viajar? Confesso que vou à trabalho e a lazer não me apetece os olhos como de muitas pessoas. Gosto de voltar logo para minha casa, meu canto, meu refúgio secreto. Sim, quero conhecer alguns países, mas não o mundo todo, quero conhecer culturas, no meu caso, quero conhecer religiões. O que mais me encanta é como cada um lida com o Sagrado (eu sempre disse isso). Aí eu volto no começo e digo que estamos neste mundo por um motivo: Para aprender o que não fomos capazes na vida passada; mas isso já envolve religião e não vou me estender nesta parte.

“A vida é muito curta para não viajar o mundo” “A vida é muito curta para viver de tal forma” “A vida é muito curta para não fazer x coisa”. A VIDA É MUITO CURTA PARA DITAR REGRAS QUE NÃO CABEM A TODOS. Sonhos são individuais, desejos são individuais, metas são individuais, pessoas são individuais (jura? hahahha)

Tudo bem se você não tem um pingo de vontade de viajar para fora. Tá tudo bem também se você não tem vontade de ter filhos. Tá tudo maravilhoso se você quer uma bicicleta ao invés de um carro. Está tudo tranquilo se você prefere construir a sua casa do zero no seu nome. Sabe por quê? Porque este é o SEU sonho. Então viva para ele, viva em função dele, viva intensamente correndo atrás daquilo que não sai da sua cabeça nem por um minuto.

No meu caso, vou abrir o core com vocês: Quero, antes do meio do ano, aprender a dirigir e a nadar. Sim, eu não sei nadar porque tenho pavor de água. Isso vem desde pequena e creio eu de vidas passadas (vocês sabem como acredito nessas coisas). Só de entrar na água eu já começo a me desesperar. Já comecei as aulas com a minha irmã e estou orgulhosa de mim! O próximo passo é perder o medo de dirigir. Sim, também tenho pavor de colocar a mão no volante. Eu já dirigi algumas vezes, mas depois que bati o carro nunca mais quis pegar nele.

Então lá vou eu enfrentar meus medos, e realizar estas minhas duas vontades que por mais bobas que pareçam aos olhos de alguns, é enorme dentro de mim. 

Oh, às vezes aquelas frases motivacionais de Instagram não motivam porcaria nenhuma e só fazem você dar um nó na sua cabeça. Quer viver bem? Bora seguir pessoas que mostram a realidade, que não enfeitam tanto o mundo e que não pintam uma vida perfeita; sim! Essa mesma que não existe! Acreditem, a vida não é perfeita, ninguém acorda maquiada, as pessoas não recebem produtos porque são legais e tudo envolve trabalho.

Foca na sua, siga seu coração e as frases feitas e motivacionais (que eu mesma costumo postar no insta) que se danem! (tá, nem sempre. Eu posto umas frases bonitinhas vai!? HAHHAHHA) O que importa na vida é A SUA VONTADE. O resto? Ahhhh que se exploda! <3 (coração para parecer fofinha)

Beijos
Mah


Postado por Mah às 9:57 na(s) categoria(s) ETC

Você poderá gostar também de:






Gigi
9 de janeiro de 2017 às 12:53

É Mara, essa é a questão.. não é igual pra todo mundo..
Sabe como me sinto?? Sou/Estou gorda, logo, esperasse que uma das minhas metas de ano seja emagrecer. E ai rola aquela obrigação de, né?
Passei essa chateação o ano passado inteiro.. e, possivelmente passarei por isso nesse tbm. Sofro e é foda de mudar. =(
Acho que, pra esse ano, eu queria só me amar. Independente da casca.
Beijos sua linda, q seu 2017 seja lindo!

Gigi.

Responder



Gabriela do Prado Santos
10 de janeiro de 2017 às 06:35

Mara, como faço para ser sua melhor amiga? hahahhaha

Adorei o texto! Grande beijo!

Responder



Thais Schmitz
9 de janeiro de 2017 às 14:52

Bem isso Mah, eu também sou assim de querer ficar em casa, e ter preguiça para viagens, e me julgam tanto por isso, uns chegam a dizer que sou doente, meeeu se encontrar a sua paz dentro da sua própria casa sem precisar sair de casa é doença então…. por isso que me identifico tanto contigo, bjo te adoro

Responder



Regina
10 de janeiro de 2017 às 03:30

Me identifiquei qdo vc falou de ficar em cs e tb de sair. Sou desse jeitinho. Gosto do meu canto,da minha cs e muitas vezes as pessoas ñ entendem isso. Isso é chato! Gostei do que vc falou sobre os sonhos serem individuais e de fazer o q vc quer fazer. Eu tenho vivido isso:tanto o tentar fazer o q eu quero como ter a opressão de pessoas que eu amo tentando me dissuadir pra fazer o que elas acham que uma mulher da minha idade deveria fazer,ou agir,ou vestir. Isso é desgastante. Seu texto me faz perceber que não estou errada em permanecer com as minhas vontades. Mesmo que elas me façam esperar mais,trabalhar mais,sofrer um cadin mais,estar solteira um pouco mais,demorar mais para fazer uma viagem internacional…enfim,muito obrigada.

Responder



Thamires
12 de janeiro de 2017 às 16:39

Tenho visitado alguns blogs, para divulgar o meu, quero que as pessoas conheçam e compartilhem comigo o que estou sentindo hoje, comentem… critiquem.. o que for!
Mas ao entrar no seu blog, senti algo diferente do tipo… queria ser amiga dela!
compartilho dos seus pensamentos e estou num momento conflitante, e se você estivesse por perto, talvez fosse mais facil transpor estas confusões da minha cabeça!
rsrsrs
venha me visitar, quem sabe passamos blush!
https://passablushquepassa.blogspot.com.br/

Responder



Bruna Sandins
12 de janeiro de 2017 às 21:23

Arrasando como sempre nos textos, só verdades!

Acredito muito no que foi relatado, em relação ao objetivos e sonhos diferentes de cada pessoa e principalmente,sobre a necessidade de respeitá-los.
Não se sinta só,pois assim como você,também CAGOOO de medo de dirigir e sei que um dia vou conseguir superar esta barreira!rs

Agradeço pelas dicas,o incentivo em diversos aspectos e desejo que alcance suas conquistas nesse novo ano!

Bjs

Responder



Cármen Lúcia S.Bastos.
1 de fevereiro de 2017 às 11:34

Falou tudo….texto perfeito,bem assim:Cada um tem seus sonhos,não dirijo também Mah e nadar?Tenho medo!!Mas coragem de viver ,está tenho de sobra,vivo sempre buscando ser e fazer as pessoas felizes,a vida é passageira e passa muito rápido tudo…Temos que realizar nossos sonhos,e a cada dia a vida nos dá está chance,bjinhos!!!

Responder




Deixe seu comentário







#