Não sou o que você deseja que eu seja.

28
ago

Nossa! Pera, deixa eu ler de novo  este título para ver se entendi. hahahahaha SIM! É isso mesmo! Eu, Maraisa Fidelis, não sou o que muitas pessoas que me seguem desejam que eu seja. “Mah, não entendi direito…..” bora lá:

Todo tipo de trabalho tem seu ônus e seu bônus. Na internet a gente pode trabalhar em casa, fazer o próprio horário, ficar de pijama maquiada para gravar vídeos, ou mesmo escrever de madrugada (como faço agora). Mas tem uma coisa que eu observo faz muito tempo: algumas pessoas esperam atitudes suas que não são da sua personalidade. Me fiz clara?

Essa coisa de não ter barreiras, não ter fronteiras, não ter filtros faz com que todo mundo dê opinião. É legal? É sim, mas tudo em exagero deixa de ser bacana (mamãe sempre diz isso). Aí que começam a cobrar comportamento que não é seu, que não combina com você ou mesmo que não tem nada com o seu conteúdo. “Maraisa fale sobre isso!” “Por que você não escreve sobre aquilo?” “Nossa, achei que você era diferente” “Todo mundo fazendo isso e por que você não faz?” “Grava um vídeo sobre assunto x quero saber o que pensa”.

Algumas vezes são sugestões normais como estamos acostumados. Mas outras não, são “pedidos” de forma tão imperativa como se eu tivesse a OBRIGAÇÃO de falar sobre o que a pessoa mencionou. Não é bem assim! Claro que se tenho um canal com um monte de gente que me segue eu posso falar de assuntos importantes e pertinentes como faço algumas vezes no meu insta (@blzinterior); mas não é uma obrigação entendem?

Por que não é obrigação Maraisa? Porque cada um tem o seu jeito e sua personalidade. Falo de beleza, permeio por autoestima, pela minha vida, pelo mundo em que vivemos (#ForaTemer), me “descobri” feminista, estou me aventurando nas modans, mas o que amo é conversar com vocês! Quando vejo pessoas impondo assuntos para mim ou mesmo para outras meninas blogueiras falarem acho tão desnecessário. Eu já li tantas coisas sobre outras bloggers apenas porque elas não comentaram um assunto que estava em voga. Eu vou apontar o dedo e julgar? Eu vou exigir uma opinião política dela? Eu vou condenar e xingar? NÃO! O trabalho dela não é este sacas?

Por isso eu digo: Não sou o que você deseja que eu seja. Mostro parte de mim na internet (não curto mostrar minha vida inteira, minha família e tudo mais), algumas vezes opino nas redes sobre acontecimentos, falo bastante coisa nos vídeos de #MahResponde, mas sou EU aqui dentro: Maraisa Fidelis. E euzinha aqui tenho minhas opiniões (que podem mudar porque somos seres em construção), valores, pensamentos e forma de levar a vida.

Que olhemos com mais cuidado e até um certo carinho para quem trabalha na internê. <3 Não é fácil agradar todo mundo e continuar na linha dos seus valores…

Mil beijos
Mah


Postado por Mah às 12:14 na(s) categoria(s) ETC

Você poderá gostar também de:






Ericka Rocha
28 de agosto de 2017 às 14:56

É, Mara, não tem jeito… Ser uma pessoa pública dá a falsa impressão de que os outros é quem controlam o que vêem e não o contrário! Mas daí que está a magia de ter canais independentes: ser, fazer e publicar aquilo que bem entender. E tem espaço pra muita gente igual, né? Vamos fazer diferente. =) TÁ MAIS É CERTA.

Um beijão!

Responder



Carina
28 de agosto de 2017 às 19:09

Mah amo o seu jeito espontânea de ser, infelizmente as pessoas hoje em dia acham que podem tudo por trás de um PC. Bjusss

Responder




Deixe seu comentário







#