Faz diferença usar pincel na maquiagem?

03
set

Há cinco anos eu começava a me aventurar com afinco pelo maravilhoso mundo da maquiagem. Sempre gostei de me maquiar mas não sabia nadica de nada, apenas passava os produtos no rosto e fim. Lá em 2008 comecei a procurar informações na internet para tentar deixar o meu rosto mais apresentável, e dicas de produtos bons. Eis que no meio disso tudo vi os pincéis.

Eu não usava pincel para nada. Passava base com as mãos, blush com esponjinha, pó com esponjinha e as sombras também com esponjinhas. Delineador? Era apenas aquele líquido com o próprio pincel. Aí eu assistia vídeo de meninas com no mínimo dez pincéis, via dicas de sei lá eu quantos pincéis para os olhos, via efeitos distintos para cada um e pensava: Faz diferença usar pincel na maquiagem? Querem a minha resposta? Faz.

Alguns dos principais motivos pelos quais eu prefiro usar pincel:

- Não sujo as mãos (hahahha)
- As mãos absorvem mais produto do que as cerdas do pincel
- Posso fazer diversos “efeitos” que não conseguiria com uma esponjinha
- Consigo mudar a cobertura da base apenas mudando o pincel
- Controlo melhor a intensidade de um blush

Depois que comecei a usar pincéis abandonei completamente as esponjas que vem junto com os produtos. Assim que abro um produto retiro a esponja e guardo dentro de um potinho.

Calma! Eu não tenho tanta raiva assim delas, se eu precisar usar em um momento de pressa, uso tranquilamente! Mas, como posso escolher, escolho usar os pincéis que me deixam mais satisfeita. Bem que podiam colocar um mini pincel dentro da embalagens né?  Poucas marcas fazem isso…

O que mais sinto diferença em aplicar com pincel é a base. Dependendo da textura e do acabamento da base, se aplicarmos com as mãos o resultado é simplesmente péssimo. A pele fica manchada e parece que você não sabe passar base. Agora se aplicada com um pincel, além de você terminar mais rápido, o resultado é uniforme. Podemos construir “camadas” em nosso rosto de acordo com a intensidade de cobertura desejada.

Outro item que eu só aplico com pincel é o blush. Fico pensando e não entendo como eu conseguia passar blush sem pincel, é algo que não entra na minha cabeça! hahaha

Enfim, este post foi mais para contar como eu comecei a usar pincéis e como passei a amá-los! =) Claro que não precisamos de trinta, cinquenta, cem pincéis, mas acho que uns cinco é uma quantidade ok, ajuda bastante e muda completamente o acabamento da nossa maquiagem. Tenha em mente que, se bem cuidado, um pincel de qualidade pode durar a sua vida inteira! Para mim é um investimento que vale a pena!

E vocês? Acham que os pincéis fazem a diferença no resultado da maquiagem?

Beijos
Mah


Postado por Mah às 10:45 na(s) categoria(s) ETC, Maquiagem

Você poderá gostar também de:





TAG: Isso ou Aquilo?

29
ago

Estava em casa de bobeira e resolvi gravar uma Tag! hahhaha =) Espero que gostem!

 

Ah! No vídeo eu esqueci a quarta pergunta sobre cabelos que era: Curto ou comprido? Nem preciso responder né? rs Eu amo o meu cabelo curto e me sinto mil vezes melhor com ele assim, combina muito mais comigo!

Beijos
Mah


Postado por Mah às 11:33 na(s) categoria(s) ETC, Vídeos

Você poderá gostar também de:





Das perguntas que cansei de ouvir

27
ago

Eu

Isso não tem nada a ver com o blog. Sabe aquelas perguntas que você sempre escuta e está cansada de responder? Não importa se é reunião de família, de amigos ou mesmo em um lugar novo; existem perguntas que as pessoas cismam em te fazer e você já não aguenta mais responder! Eis aqui as minhas.

- Quando vocês vão casar?
Você comprou um apartamento no meu nome por acaso? Se sim, eu caso amanhã! =) Eu namoro há sete anos e oito meses, e sempre quando falo “Sete anos” as pessoas perguntam se não vou casar. Bom, se estou há tanto tempo com uma pessoa é claro que desejo um futuro com ela né? Mas infelizmente eu não nasci rica e não quero morar de aluguel. Sendo assim, eu e o Baby casaremos apenas quando tivermos nosso apartamento e fim. No mais, o que interessa para as pessoas? HAhAhaHaH Tenho certeza que depois do casamento perguntarão “Quando vem o bebê?”. (não quero ter filho tão cedo!)

- Estas unhas são postiças?
HAhahaHAHaHa Juro que dou risada quando me perguntam isso! Eu olho para as minhas unhas e não acho que elas pareçam postiças, mas muitas pessoas acham e me questionam. Eu não fico brava nem nada, mas acho engraçado. Ah! As unhas são minhas viu? hahaha

- Não cansa trabalhar em casa? 
NÃO! Eu amo a minha casa! Nossa, a melhor coisa do mundo é não sair de casa, vocês não tem noção de como me irrita sair! Sério, me irrita pegar ônibus, metrô, ou ficar no trânsito com carro. Só gosto de sair fora dos horários de pico para fazer uma coisa ou outra. Sou caseira! =D

- Você sabe cozinhar? o.O
Esta pergunta vem com uma cara de espanto quando eu conto alguma comida que fiz. Confesso que hoje em dia eu escuto bem menos, isso porque existe o Facebook e eu posso postar algumas coisas que faço. Mas, eu já ouvi isso muitas vezes e ainda escuto de estranhos. Talvez por eu viver maquiada, de salto e com unhas compridas as pessoas julgam né? Ai este pré conceito.. tsc tsc tsc

E só! UAHuhAUHUAHuA Vocês também estão cansadas (os) de responder determinadas perguntas? Quais?

Beijos
Mah


Postado por Mah às 19:14 na(s) categoria(s) ETC

Você poderá gostar também de:





Das coisas que eu aprendi depois de velha

14
ago

Eu

Nossa, até parece que eu sou muito velha né? Sei que ainda tenho muito para aprender nesta vida, mas querendo ou não, hoje eu sei um monte de coisa que não sabia no meu mundo perfeito de criança/adolescente. Minha vida era colégio-casa, fiz outras coisas como aula de inglês, ballet, coral… mas nada demais. hahahhaha

Aí,depois de velha a gente aprende algumas coisas que não imaginávamos como era ou não nos ensinaram no colégio. Eis aqui as coisas que aprendi depois de velha, tanto coisas mais sérias, quanto coisas toscas.

- Cuidar de uma casa não é nenhum pouco fácil. Ainda não moro sozinha, mas em 2010 eu cuidei da casa por um mês e quase enlouqueci (O motivo? Meu pai ficou internado e minha mãe ficou com ele no hospital). Dinheiro que entra, dinheiro que sai, contas para pagar, comida para fazer, limpar, arrumar, não esquecer os vencimentos. Sério, eu não tinha ideia da loucura que era, mas com 21 anos tive uma amostra e me assustei bastante. Hoje eu já estou melhor preparada, mas tive que aprender na marra como é administrar uma casa. Sei que muitos aprendem mais cedo, mas a minha experiência foi no tropeço e levo muita coisa comigo. Admiro a minha mãe muito mais do que eu já admirava.

- No final, na maioria das vezes,  é o dinheiro que conta. Eu sou muito sentimental, não sei se eu já disse isso, sou uma pessoa que coloca a família em primeiro lugar e depois vem o resto. Sempre, em qualquer assunto eu coloco a minha família no meio. Sendo assim, eu sempre levo em conta o meu coração, tanto na vida pessoal quanto na profissional, e aí que eu caio do cavalo! No lado profissional, eu preciso parar de me apegar e ver que na maioria das vezes o dinheiro fala mais alto. Cresci querendo fazer o que eu gostava do jeito que eu gostava, mas nem sempre é assim (mimada mesmo). Números, resultados, frieza. Esta é a vida para a maioria das profissões e eu ainda estou aprendendo a ser assim.

- Passar base antes de fazer as unhas é interessante. Eu nunca passei base antes de fazer a unha! Depois de velha eu fui ver que faz uma diferença e ajuda horrores na hora de tirar o esmalte. Não fiquei mais com as unhas manchadas. hahaha

- Fernando Pessoa e seus heterônimos são legais. Nossa, nunca que no colégio eu leria com gosto Fernando Pessoa. Ler por obrigação sempre é mais chato né? Hoje eu adoro e sou simplesmente louca por Para ser grande de Ricardo Reis.

- Homem é mais lento que mulher. Ah gente, os homens que me desculpem, mas não tem condições! Eu falo 20x para o Baby  o que vamos fazer no dia seguinte e no final do dia ele me pergunta ” O que vamos fazer amanhã?”. Eu ficava louca com isso mas depois de conversar com a minha mãe milhões de vezes e com minha amigas, percebi que é assim mesmo e não vai mudar. Aceita Maraisa! hahahahha

- Cozinhar é mais legal do que se imagina. Aprendi a cozinhar com sete anos de idade e nunca mais parei. Mas, cozinhar para mim não era tão legal, era algo cansativo e chato, obrigação. Depois de um tempo eu passei a comprar livros de receitas, assistir programas culinários e hoje eu acho uma das coisas mais divertidas do mundo! É um vício livros, temperos, ervas e utensílios para cozinha. Amo um mercado, adoro fazer coisas diferentes e agradeço à minha mãe por ter me ensinado a cozinhar tão cedo.

Fico por aqui hoje. Se eu lembrar de mais alguma coisa faço outro post. HAhaHAHhA
E vocês? O que aprenderam com o passar do tempo?

Beijos


Postado por Mah às 11:53 na(s) categoria(s) ETC

Você poderá gostar também de:





Até quanto você paga em uma maquiagem?

01
ago

Até quanto você paga em uma maquiagem?

Faz um tempo eu perguntei na fan page qual era o produto mais caro e o mais barato que vocês já compraram e se se arrependeram. No momento eu não especifiquei, poderia ser maquiagem, shampoo, hidratante… aí veio na minha cabeça: Até quanto as pessoas pagam em uma maquiagem?

Claro que esta pergunta é muito ampla, uma vez que existem pessoas que ganham x e outras que ganham mil vezes este x, mas eu fiquei pensando até quanto pago em maquiagem, qual o meu limite e se realmente vale a pena.

A primeira coisa que passa na minha cabeça quando vou comprar um produto de valor elevado, principalmente no Brasil em que os impostos acabam com a gente, é quantas vezes usarei o produto. A segunda coisa é a qualidade. Sim, antes mesmo de olhar a marca ou a qualidade de produto, eu penso quanto usarei! Depois eu vejo se a qualidade é super mega plus advanced e a diferença que fará no resultado final.

Esses meus pensamentos na maioria das vezes resultam em produtos para preparação da pele: base, corretivo e pó. Sempre passo base antes de sair de casa, é algo que eu consumo loucamente e sei que valerá cada centavo investido. Corretivo também é super amigo e o pó eu uso mais no verão, então não ligo de pagar um pouco mais. Depois de produtos para preparar a pele, vem os batons super UOU. Tipo aqueles de edição limitada da Mac ou aquela cor dos sonhos. Adoro batons e, quando me apaixono, não importa o valor, eu compro. (mas nem me apaixono com frequência, sou difícil de amar um batom).

Mas e sombra? Gloss? Máscara? Lápis de olho? Blush? Eu não pago muito caro. Sim, já comprei itens caros, mas hoje em dia eu não tenho o costume de dar muito dinheiro em uma sombra, mesmo porque eu sei que não usarei até o fim. Isso vale com os lápis de olhos! Tenho vários e não consigo pagar caro. Uma vez estava na Mac, vi o valor de um lápis e quase caí para trás! Mas, ao mesmo tempo, eu estava comprando um batom e uma base sem reclamar do valor. Vai de cada um né? Cada pessoa tem a sua prioridade, e a minha é a pele e depois a boca. =D

No final das contas eu não sei um valor máximo para comprar uma base, mas sei que não pago 100 reais em uma única sombra. Se eu testo a base e vejo que ela faz milagre com o meu rosto, provavelmente comprarei. Se eu testo um blush e acho divino, mas ele custa 120 reais, deixo na prateleira. hahahah

E vocês? Até quanto pagam em uma maquiagem?

Beijos
Mah

 


Postado por Mah às 11:55 na(s) categoria(s) ETC, Maquiagem

Você poderá gostar também de: